<< Home

 

 

Damorforse (2005)

Tinta vidrada sobre azulejos de chacota com vidrado em cru.
Painel com 132 azulejos de 15 x 15 cm, com 660 x 0,5 x 45 cm
Cozedura a 1100ºC em forno de rolos contínuos.


Trabalho produzido com o apoio da Primus Vitoria (Aveiro)


a

_______________________________________________________________________

 

Menção honrosa na VII Bienal Internacional de Cerâmica Artistica de Aveiro (2006)

>>Artigo do Jornal PÚBLICO




Relatório de Gestão de 2005
Câmara Municipal de Aveiro
Pág. 125

VII Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro

É pretensão desta Bienal divulgar os caminhos mais significativos da cerâmica artística
contemporânea que se faz pelos cinco continentes.

Esta Bienal, inaugurada no dia 17 e com términos a 30 de Outubro, contou com a participação
de 50 obras, de 42 artistas, de diversos países (Portugal, Espanha, Brasil, Taiwan, Áustria,
México, Suiça, Sérvia e África do Sul), seleccionados de entre 127 inscrições recebidas,
correspondentes a 198 obras de 18 países.

O Júri de selecção e premiação foi constituído por:
- Cecília de Sousa (ceramista);
- Xohan Viqueira (ceramista).
- Dra. Luísa Soares de Oliveira (membro da Associação Internacional de Críticos de
Arte, docente e colaboradora na área das artes do Jornal Público);
- Professor Doutor João Labrincha Baptista (docente do Departamento de Enga.
Cerâmica e do Vidro da Universidade de Aveiro);
- Dra. Iolanda Parente (professora na Escola Superior de Tecnologia e Gestão de
Viana do Castelo);

Os diversos núcleos de exposição decorreram na Galeria do Edifício da antiga Capitania de
Aveiro, no Átrio da Misericórdia, na Galeria do Edifício dos Paços do Concelho e no Salão Nobre
do Teatro Aveirense.

A exposição dos artistas convidados, Mariano Poyatos e Pepe Beas, decorreu na Sala 1, r/c do
Centro Cultural e de Congressos de Aveiro.

A Bienal foi visitada por 5675 pessoas.

Prémios da Bienal (atribuídos por unanimidade):
1º Prémio – Heitor Figueiredo – Portugal – Conjunto “Habitações quase possíveis num mundo
impossível II” e “Sem Título”;
2º Prémio – Sofia Beça – Portugal – Obra “Qual Gostas Mais”
3º Prémio – Javier Del Cueto – México – Obra “As razões do fumo (conclave vaticano)”

Menções Honrosas:
João Raposo – Portugal – Obra “Damorfose”
Paulo Óscar – Portugal – Obra “Bicho Mau”
Christina Wiese – Áustria – Obra “Shade of Hitory”
Anisabel – Portugal – Obra “Alice Dança com o Coelho”
Juan Ramon Gimeno Antolin – Espanha – “Gea”


_____________________________________________________________________________________

Fullking.com/Home